K9 Apolo se aposenta com festa na PRF RJ

K9 Apolo se aposenta com festa na PRF RJ

Ontem (19FEV) foi realizada uma linda cerimônia em homenagem ao K9 Apolo. Apolo está na PRF RJ há onze anos (ele chegou com menos de um ano) e ontem ele se despediu dos seus trabalhos policiais partindo para seu novo lar, agora em Paraty. O evento de aposentadoria do Apolo aconteceu na PRF RJ e contou com dezenas de convidados ilustres. A diretora de comunicação do SINPRFRJ, a PRF Vivian Dias, esteve presente no local.

A cinotecnia (que é o estudo da anatomia, comportamento etc., de raças caninas, com objetivo no treino e criação de cães) na PRF surgiu com o primeiro Grupo de Operações com Cães – GOC do Rio de Janeiro e teve seu início, oficialmente, em 1998. A atividade de operações com cães foi marcada pela implantação do Canil Regional, o qual integrava o Grupo de Operações Especiais (GOE). A importância do emprego canino em operações policiais atua como um facilitador do trabalho de fiscalização além dos resultados positivos no combate às atividades ilícitas. O investimento na área vem crescendo a cada ano, a citar a construção e entrega das novas instalações ao GOC/RJ, aquisições de materiais de ponta e capacitação em nível nacional e internacional. PRFs lotados no GOC possuem formação em curso especializado da PRF para atuar com cães farejadores, criando, no decorrer da trajetória profissional de ambos, um forte vínculo com o cão. O K9 atua como uma extensão do policial nas ações, uma verdadeira relação de confiança e parceria. 

A emoção em função da homenagem a aposentadoria do K9 era geral. PRFs presentes não escondiam a satisfação pelo trabalho e apoio recebido destes PRFs de quatro patas. Na opinião do PRF Castelo, sindicalizado e um dos administradores das redes sociais da PRF RJ, “Os cães policiais são realmente fantásticos. Ver essa harmonia e sintonia dos K9 com os policiais é extraordinário e gratificante. A presença dos farejadores atrai muita atenção de curiosos, independentemente da idade. É fácil de perceber o alcance e interação nas mídias sociais quando o assunto é sobre o Grupo de Operações com Cães.” Castelo ainda ressaltou que “o olfato apurado desses heróis de 4 patas, são capazes descobrir com extrema exatidão os esconderijos que criminosos utilizam para transportar ilícitos. É motivo de muito orgulho saber que uma instituição pública como a PRF valoriza esses grandes guerreiros que muito contribuem para um Brasil mais seguro”, concluiu.

Outro policial rodoviário federal visivelmente emocionado no evento era o PRF Mariz, atual chefe do GOC RJ.

_Ter convivido com o K9 Apolo, que despontou no cenário nacional como uma das maiores joias da cinotecnia que a PRF poderia ter recebido, foi uma experiência ímpar como profissional de segurança pública. Agradeço, não só em nome do Grupo de Operações com Cães, mas principalmente como cidadão, ao binômio formado entre o PRF C. Santiago e o K9 Apolo pela contribuição para fazer este mundo cheio de mazelas um pouco melhor para todos, disse PRF Mariz.

O PRF C. Santiago, citado acima pelo chefe do GOC RJ, PRF Mariz, também deu seu depoimento. Santiago disse:

­_Obrigado, Apolo. Tive o primeiro contato com o K9 Apolo em 2009. Ele tinha apenas 11 meses e eu sem nenhuma experiência em Cinotecnia. Durante o COCF 2010 realizado em Cuiabá MT, foram introduzidas as bases do treinamento. Sempre muito dócil e com facilidade de aprendizagem, já em 2010, participou de operações na fronteira com resultados expressivos. Foi um aprendizado constante e uma enorme satisfação combater o crime com a ajuda do inesquecível Apolo. Espero que ele aproveite a aposentadoria e tenha todo o carinho que merece.

Falar de cães na PRF é falar do PRF Sartori.  Sartori, além de treinar cães farejadores há vinte anos, também ministra cursos na área em várias outras instituições, tendo recebido diversas homenagens no decorrer de sua carreira. Sartori lembra que “A cada despedida um pedaço de mim vai junto com eles. Guardo na memória e no coração cada cão que treinei. Há 20 anos faço isso e vou continuar até o final do ano quando me aposentarei,” ratificou.

O superintendente, Silvinei Vasques, o superintendente-executivo, Marcos Alves Pereira, o subcomandante do Batalhão de Ações com Cães (BAC) da Polícia Militar, major Aguiar, o Cabo PM F. Ribeiro e a cadela Nasca, representantes do Corpo de Fuzileiros Navais, do 1º Batalhão de Polícia do Exército, policiais rodoviários federais, servidores e terceirizados da PRF no RJ estiveram presentes na homenagem ao Apolo.

Trajetória do K9 Apolo

Da raça pastor-belga malinois, K9 Apolo nasceu em junho de 2009 e iniciou suas atividades na PRF com a participação no curso de operações com cães em 2010, passando por inúmeros testes e provas para sua certificação.

Ao longo de sua carreira policial, acumulou inúmeras apreensões, somando em seu currículo, 1,5 tonelada de cocaína, 3,3 toneladas de maconha, 12 fuzis, 35 pistolas, 123 carregadores e mais de 18 mil munições de diversos calibres.

Confira as imagens do evento AQUI!